Damares Alves: saneando os direitos humanos

Por: Max Cardoso

“Eu tenho certeza de que nós estamos reescrevendo a história do Brasil”, afirmou a ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves, durante palestra no Banco Nacional de Desenvolvimento Social (BNDES).

Damares refere-se ao projeto de lei que atualiza o marco legal do saneamento básico. A proposta abre caminho para investimentos de bilhões de reais da iniciativa privada no setor, e a previsão é universalizar o saneamento em menos de uma década.

“Esse projeto de lei vai mudar a história da nossa nação, eu tenho certeza disso. Ele traz um norte para o saneamento básico no Brasil e vai proporcionar inclusive que a iniciativa privada invista em saneamento”, afirmou. A ministra lembrou, ainda, que o saneamento básico tem tudo a ver com a sua pasta.

“Muita gente esquece que saneamento é reconhecido pela ONU como direito humano. A ONU faz questão de deixar separados para ficar bem claro para o mundo que saneamento básico é direito humano. E é por isso que eu estou aqui”, justificou.

Durante sua palestra, Damares enfatizou a importância de levar o saneamento aos rincões do Brasil, e que não é possível combater a violência sofrida pelas mulheres e crianças brasileiras sem levar condições dignas a população mais carente.

Você pode gostar...